sexta-feira, 8 de maio de 2009

Sangue Fresco

Título: Sangue Fresco
Autor: Charlaine Harris
Editora: Saída de Emergência
Tradução: Renato Carreira
Nº de Páginas: 272

"Uma grande mudança social está a afectar toda a humanidade.Os vampiros acabaram de ser reconhecidos como cidadãos. Após a criação em laboratório, de um sangue sintético comercializável e inofensivo, eles deixaram de ter que se alimentar de sangue humano. Mas o novo direito de cidadania traz muitas outras mudanças...Sookie Stackhouse é uma empregada de mesa numa pequena vila de Louisiana. É tímida, e não sai muito. Não porque não seja bonita - porque é - mas acontece que Sookie tem um certo "problema": consegue ler os pensamentos dos outros. Isso não a torna uma pessoa muito sociável. Então surge Bill: alto, moreno, bonito, a quem Sookie não consegue ouvir os pensamentos. Com bons ou maus pensamentos ele é exactamente o tipo de homem com quem ela sonha. Mas Bill tem o seu próprio problema: é um vampiro.Para além da má reputação, ele relaciona-se com os mais temidos e difamados vampiros e, tal como eles, é suspeito de todos os males que acontecem nas redondezas. Quando a sua colega é morta, Sookie percebe que a maldade veio para ficar nesta pequena terra de Louisiana. Aos poucos, uma nova subcultura dispersa-se um pouco por todos os lados e descobre-se que o próprio sangue dos vampiros funciona nos humanos como uma das drogas mais poderosas e desejadas. Será que ao aceitar os vampiros a humanidade acabou de aceitar a sua própria extinção?"

Para quem gosta de mistério e sobrenatural à mistura este livro é muito bom... como sabemos e já publicamos aqui no blog, a história é contada por Sookie uma rapariga com poder de ler as mentes de todos menos um...o charmoso vampiro Bill. Confesso que quando comecei a ler e me deparei logo com este facto fiquei um pouco desgostosa pensando que a história iria ser parecida a Crepúsculo de Stephenie Meyer mas mais andiante pude confirmar que as semelhanças terminam aqui.
Ao contrário do que seria de esperar Sookie não se serve do seu dom frequentemente muito pelo contrario, tenta erguer uma barreira contra a sua "deficiência" porque ninguém acredita nela e todos a pensam louca. Situação irónica numa sociedade em que a existência de vampiros é reconhecida e aceite... Quanto a estes, são os tradicionais vampiros das histórias de terror de sempre, com todas as características a que estamos habituados. Ainda assim, há uma particularidade que achei interessante e na qual nunca havia pensado, estes vampiros podem beber o sangue de alguém sem que para isso matem a pessoa ou a transformem, além disso, apesar do coração destes personagens não bater, o sangue corre-lhes nas veias. E que sangue este...!!!
O livro é de leitura fácil (a escrita da autora proporciona-o) e tem um enredo muito interessante, pois o suspence está sempre presente como é exigido num bom polícial, vamos desconfiando de todos os personagens mas só mesmo no final é que conseguimos deslindar o mistério. As personagens são interessantes e o mundo que nos é apresentado é algo bizarro.
Recomendo aos fãs de políciais. Quanto a mim, vou com certeza continuar a seguir esta saga.
8/10

9 comentários:

Livros de Bia disse...

Oi!!!
Você já viu a série? Acho que foi um dos únicos motivos por eu ainda não ter lido o livro. Achei-a um tanto quanto forçada demais, com fracas atuações, e sinceramente, achei o enredo meio estranho.
Claro que é comum o livro ser bem melhor do que o livro. Espero que neste caso não seja diferente!

Bjs

Borboleta disse...

Vampiros integrados na nossa sociedade... Não deixa de ser estranho. :)

ClaudiaV disse...

Estou a meio do livro e estou a gostar. Não foi fácil começar por me lembrar da série. Sempre que ela diz no livro que o Bill é bonito, vem-me à cabeça o da série e penso que não tem nada a ver.

- Lúh Raquel disse...

oie! adorei seu blogguer!!!
vc esta de parabéns! vou companha-lo também!
agora sobre o livro, aida ñ o li, mais já vi a série, e a história deles é interessante e fofa!
poré o q mata são as cenas ixageradas de sexo e violência!
mais sempre o livro é melhor, vou ler pra ver!!! rsrsr
beijos!

Patrícia disse...

olá olá
Apesar de já estar um pouco farta de histórias de vampiros (e ainda não li nada da Stephenie Meyer) fiquei com curiosidade em ler este livro.
Obrigada pela sugestão.
Pat

Alice disse...

Olá meninas
Bem, eu ainda não li o livro mas vi alguns episódios da série no MOV. A minha irmã por sua vez, já leu o livro mas nunca viu a série. Tenho que concordar que a série não me seduziu nada, era um bocado "tirada a saca-rolhas" e que quando a minha irmã me disse que o Bill era bonito e que a Sookie gostava muito do irmão fiquei um pouco baralhada... Na série não era bem assim, enfim, adaptações... Vou ler o livro e depois publico a minha opinião ´não me esquecendo do paralelismo entre a série e o livro.
bnjs pa todas

Gaivota disse...

Conheço, vejo e adoro! =)

Marcelina Gama disse...

Olá,

o livro ainda não li, porqu sempre o achei demasiado colado aos livros da Meyer.

A serie é que recentemente vi e achei bem engraçada. Os primeiros episodios não serão excelentes, mas depois começa a interessar.
Depois de ver a serie, fiquei intrigada em ler o livro.

Bj.

Marta disse...

Eu adoro os livros e a série!já li os dois que estão disponíveis cá em Portugal. Acho que a história é espectacular e a série tem bons actores (e bem giros),o realizador da série (Allan Ball) deixou bem claro que os livros seriam apenas um ponto de partida para a série e que esta ganharia vida própria.Isto significa que há algumas diferenças significativas entre os livros e a série.
Por outro lado penso que é importante referir que o primeiro livro de True Blood foi publicado em 2001 e,por isso se há semelhanças com os livros da Stephen Meyer de certeza que não é culpa da autora Charlaine Harris mas sim o contrário...
Bjs