sábado, 19 de fevereiro de 2011

Livro

Título: Livro
Autor: José Luís Peixoto
Edição: Quetzal
Nº de páginas: 263
“Este livro elege como cenário a extraordinária saga da emigração portuguesa para França, contada através de uma galeria de personagens inesquecíveis e da escrita luminosa de José Luís Peixoto. Entre uma vila do interior de Portugal e Paris, entre a cultura popular e as mais altas referências da literatura universal, revelam-se os sinais de um passado que levou milhares de portugueses à procura de melhores condições e de um futuro com dupla nacionalidade. Avassalador e marcante, Livro expõe a poderosa magnitude do sonho e a crueza, irónica, terna ou grotesca, da realidade. Através de histórias de vida, encontros e despedidas, os leitores de Livro são conduzidos a um final desconcertante onde se ultrapassam fronteiras da literatura. Livro confirma José Luís Peixoto como um dos principais romancistas portugueses contemporâneos e, também, como um autor de crescente importância no panorama literário internacional.”

Quem já conhece a obra de José Luís Peixoto vai continuar a encontrar o seu estilo inconfundível: uma narração fluida em que as palavras são simples e complexas ao mesmo tempo, uma estrutura diferente que nos deixa colados ao livro até à última página e um enredo que pode ser revelado com uma simples frase. Sempre achei que os livros do JLP não são o tipo de literatura para se ler nos transportes públicos, se não corre-se o risco de chamar nomes aos personagens ou soltar um "ah, não posso!" quando finalmente percebemos um ponto fulcral da história. "Livro" não é diferente.

"Livro" conta a história de um rapaz, Ilídio, abandonado pela mãe, numa aldeia cujo nome nunca sabemos. Narra a sua vida e a de outras pessoas da aldeia, os pequenos incidentes que acontecem e as diferentes histórias das pessoas que ali vivem. O narrador muda ao longo do livro, dependendo do personagem. Todos os personagens são marcantes, cada vez que descobrimos mais qualquer coisa da sua história, mais gostamos deles e os compreendemos.

"Livro" não é só mais uma história de amor, mostra-nos também a situação dos imigrantes portugueses em França e a viagem árdua que fizeram até lá. Um pedido de casamento que não termina da maneira esperada é o motivo que leva os protagonistas a esta viagem. Ao ler JLP, não é só o que é narrado que importa, a forma como a história é construída e como vamos descobrindo as pequenas (e grandes) ligações entre personagens e episódios é também muito importante. Por isso, se resumir alguma coisa, estrago a leitura. Além disso, José Luís Peixoto tem de ser lido, não pode ser resumido. (Tipo "Romeu e Julieta", que resumido não tem piada nenhuma!)
9,5/10

1 comentário:

Diana disse...

Sou fã do José Luís Peixoto e tenho cá esse livro à espera de ser lido! Acho que vai ser já na próxima oportunidade, quando acabar o que estou a ler agora :)

Boas leituras